Category: Produtos

Backup de Servidores, você já fez o seu?

Backup de Servidores, você já fez o seu?

Imagine só, você, que é responsável pela infra da empresa ou mesmo um desenvolvedor de projetos, descobre que por algum motivo os dados que hospeda no servidor foram deletados, corrompidos. E isso pode ter acontecido por N fatores, até mesmo por condições externas, como tempestades ou incêndios. Você perde seu projeto? O que fazer?
A resposta parece óbvia, mas nem todos os profissionais de TI ou as próprias empresas, têm o costume de fazer o backup de seus dados. Fato que pode gerar sérios problemas com o servidor utilizado, caso algo aconteça.
Trabalhar com a certeza de manter seus dados seguros é uma das premissas para a saúde do seu projeto ou empresa.
Sabendo disso, nós da Locaweb já temos uma solução para nossos clientes do Cloud Server Pro e Servidor Dedicado, que automatiza as rotinas de backup.
Isso mesmo, pelo painel do cliente você pode criar as regras de data, horário, diretório que desejar, para que os backups aconteçam automaticamente. Elas ficam salvas no próprio painel!

Com isso, você garante a integridade de seus dados, salvando-os em um storage fora do seu servidor. Além disso, a qualquer momento pode fazer o restore. Bom, né?
Assim é mais fácil e seguro trabalhar com a certeza que sua hospedagem está protegida contra qualquer incidente.
Para garantir essa funcionalidade adicional do Cloud Server Pro e Servidor Dedicado basta contratar a qualquer momento no seu painel, por apenas R$ 1,00/ GB.
Se ainda não é nosso cliente, conheça nossas soluções: Cloud Server Pro a partir de R$ 79,00/mês e Servidor Dedicado a partir de R$ 350,00/mês.
O post Backup de Servidores, você já fez o seu? apareceu primeiro em Blog Locaweb – Notícias sobre tecnologia, programação e muito mais..

Backup de Servidores, você já fez o seu?
Fonte: Locaweb

O que são leads?

O que são leads?

O que são leads? Onde habitam? Do que se alimentam?
Leads nada mais são do que pessoas e, em alguns casos, empresas que entraram em contato com seu negócio e podem virar clientes. Portanto, lead nada mais é do uma oportunidade de negócio. Tendo isso definido, vamos falar “onde habitam” e como capturá-los.
// Como captá-los?
Hoje não basta mostrar em seu site o número de seu telefone e o endereço de seu e-mail e aguardar por um contato. Algumas estratégias são necessárias para melhorar a conversão desses leads.
Existem algumas formas já “tradicionais” no mercado, como por exemplo, a disponibilização de um chat em sua página, facilitando a comunicação do lead com seu time de vendas. Uma opção fácil de instalar é o Zopim.
Outra opção é a criação de uma Landing Page, onde é possível oferecer ao lead um e-book, vídeo ou mesmo um webinar sobre seu produto/serviço – facilitando assim seu entendimento sobre o produto/serviço que você oferece.
Ao criar e disponibilizar conteúdo você pode se tornar uma referência no assunto. Caso precise de uma ferramenta para criar uma landing page, recomendo o Criador de Sites. Já, para a criação e transmissão de um webinar, indico a Eventials.

Algo que ainda não é muito divulgado no Brasil, mas que recomendo a leitura, é o padrão Web-RTC, que permite a criação de um “telefone virtual” (entre outras possibilidades), diretamente pelo navegador. Essa opção é um pouco mais trabalhosa por exigir um programador e tempo para desenvolvimento.
Por fim, um meio de captação de leads – que tem se tornado cada vez mais utilizado – são os agregadores de profissionais, onde o lead acaba escolhendo de acordo com o  portfólio apresentado no portal. É ele que escolhe com quem entrará em contato.
Um exemplo de agregador é o Profissionais de Internet , que traz em seu portal centenas de desenvolvedores, agências e freelancers, gerando milhares de leads por mês. Se você se encaixa numa dessas categorias citadas, recomendo o cadastrado na plataforma.
// Do que se alimentam?
Nenhum desses esforços valeria a pena se não falássemos de fidelização.
Uma vez o lead se transformado em cliente, é hora de investir na fidelização. Para isso, convido vocês a lerem algumas dicas que separei neste link. Até mais.
O post O que são leads? apareceu primeiro em Blog Locaweb – Notícias sobre tecnologia, programação e muito mais..

O que são leads?
Fonte: Locaweb

Conheça Yapay: a plataforma de pagamentos online da Locaweb

Conheça Yapay: a plataforma de pagamentos online da Locaweb

É, mais um ano está chegando ao fim. Para nós 2017 foi muito especial, cheio de mudanças, de novidades, transformações. E para fecharmos o ano em grande estilo, apresentamos para você a nossa mais nova unidade de negócio: a Yapay.
A Yapay é uma plataforma de pagamentos online criada para entregar a melhor solução de pagamentos para quem vende e para quem compra. Nosso intuito é oferecer um produto de qualidade para nossos parceiros desenvolvedores e integradores, por meio das melhores práticas tecnológicas possíveis.
Saímos para o mercado com um gateway e intermediador de pagamentos, antigos SuperPay e TrayCheckout. Nossa equipe está focada no desenvolvimento de novos produtos e novidades para 2018. Um dos grandes pontos dessa mudança foi a utilização de novas tecnologias para esse crescimento.
Reformulamos nossas APIs e adotamos o padrão REST, buscando facilitar a comunicação de envio e resposta. A utilização de verbos HTTP corretos nas operações CRUD e os status code HTTP estão sendo a nossa prioridade na reformulação de nossas APIs.
Com as novas soluções elas estarão mais modernas, mais rápidas, mais versáteis e com recursos poderosos para ajudar em sua aplicação. Nós também prezamos pela definição de responsabilidades delas.
Por exemplo: uma API de login deve retornar apenas informações básicas como token e e-mail do usuário. Caso a aplicação necessite de dados extras, contamos com outro endpoint responsável por essas informações. Dessa forma, garantimos a intuitividade das rotas e facilitamos o entendimento de quem as utiliza.
Falando ainda em APIs, confira algumas das que estão disponíveis na Yapay, liberadas em um swagger:
– API de Pagamento
– API de Cliente
– API de Autorização
– API de Conta Bancária
– API de Carrinho de Compras
Contamos, inclusive, com módulos de integração, configurados e instalados; assim a loja virtual fica com a opção de pagamento Yapay disponível para vendas. E possuímos os módulos de integração Magento, WooCommerce, OpenCart, osCommerce e PrestaShop.
O principal diferencial da plataforma é a expertise adquirida com pagamentos online, antes da virada de Marca de TrayCheckout para Yapay, e a experiência com varejistas Tray, oferecendo um produto que visa suprir as necessidades de qualquer um de seus usuários.
// O lançamento da plataforma
Aproveitamos a RubyConf 2017 para lançarmos, no dia 17 de novembro, a Yapay.
Os desenvolvedores tiveram o primeiro contato com a plataforma durante o evento, realizado em São Paulo. Veja as fotos:

Para saber mais sobre a plataforma, acesse: www.yapay.com.br ;)
 
O post Conheça Yapay: a plataforma de pagamentos online da Locaweb apareceu primeiro em Blog Locaweb – Notícias sobre tecnologia, programação e muito mais..

Conheça Yapay: a plataforma de pagamentos online da Locaweb
Fonte: Locaweb

De cara nova: revenda Cpanel com VPS, disco SSD e WHMCS inclusos!

De cara nova: revenda Cpanel com VPS, disco SSD e WHMCS inclusos!

Depois de muitas análises e pesquisas de mercado, anunciamos o lançamento dos novos planos de Revenda cPanel com infraestrutura VPS, disco SSD e WHMCS. Todas as funcionalidades que nossos cliente sempre quiseram, juntas em planos exclusivos no mercado!
A ideia de reunir todas essas facilidades num lugar só, veio a partir do feedback dos clientes de VPS e também de estudos sobre o mercado de revenda. Ficou claro que o público deste produto buscava infra de altíssima performance e recursos dedicados, até aí tudo bem… O problema é que boa parte dele não estava 100% satisfeito, tudo isso porque a sua necessidade principal era obter maneiras mais eficientes de gerenciar aplicações, bancos, DNS e caixas postais, além de otimizar seu tempo de trabalho. A gente sacou esse gap e disponibilizou esse pacotão de funcionalidades!
Pra quem ainda não conhece todas essas siglas
Resumidamente, o WHMCS faz a automação da cobrança, agendamento, criação de boleto, integração de venda direto com o WHM/cPanel e sistema de ticket entre o revendedor e seu cliente, uma mão na roda quando o assunto é cobrança.
O disco SSD otimiza o processamento de banco de dados e e-mail, tudo fica mais rápido. Já o VPS disponibiliza serviços de cloud virtualizados e dedicados, o que garante melhor performance para a sua hospedagem. Ou seja, produtividade, usabilidade e performance!
E claro, o desenvolvimento não para por aí. Em breve, será disponibilizado a flexibilidade do up e downgrade entre os planos VPS, além da migração dos planos compartilhados para a infraestrutura VPS. Também temos o compromisso de entregar versões atualizadas a cada três meses: tanto do cPanel, que atualmente está V64, quanto do PHP, que está na versão 7.0.
Não se esqueça: todos os benefícios, como Lets Encrypt, site, e-mails e bancos ilimitados, continuarão no Plano I cPanel com infraestrutura compartilhada, Let´s Encrypt, transferência, sites e e-mail ilimitados a R$57,90. Tudo isso também está incluso nos novos planos (VPS I, VPS II e VPS III).
Para saber mais sobre este lançamento e todas as suas especificações técnicas, acesse locaweb.com.br/revendacpanel
O post De cara nova: revenda Cpanel com VPS, disco SSD e WHMCS inclusos! apareceu primeiro em Blog Locaweb – Notícias sobre tecnologia, programação e muito mais..

De cara nova: revenda Cpanel com VPS, disco SSD e WHMCS inclusos!
Fonte: Locaweb

Para que eu preciso de um e-mail profissional?

Para que eu preciso de um e-mail profissional?

Quem nunca recebeu um e-mail vendendo um produto interessante ou um serviço do qual precisava, mas se sentiu inseguro ao ver que o e-mail do remetente dava a impressão de não ser confiável?
Para trazer credibilidade para sua empresa é fundamental que você tenha um e-mail profissional. Com ele você transmite mais segurança para os contatos que recebem suas comunicações, seja uma confirmação de pagamento ou uma mala direta enviada por alguma ferramenta de e-mail marketing.
Caso tenha algum problema nos e-mails, você ainda pode acionar a empresa contratada para que ajude na recuperação dos dados – algo que não é garantido quando se trata de e-mails gratuitos.
Vale comentar também que e-mails profissionais possuem uma menor chance de serem considerados spam, o que é muito comum hoje em dia além de oferecem ferramentas como antispam e antivírus, que garantem mais segurança para as informações da sua empresa ou negócio.
Em relação à organização, um e-mail profissional permite que você crie caixas específicas para o financeiro ([email protected]), vendas ([email protected]), atendimento ([email protected]) da sua empresa de acordo com a sua necessidade e o tamanho da sua operação. Você também conta com um Painel de Controle onde consegue fazer essas configurações, liberando o acesso dos e-mails para os seus colaboradores.
Outra ferramenta comum, além da versão mobile, é a possibilidade de baixar o app da empresa contratada para que você tenha acesso ao e-mail no celular, de forma simples e rápida. Afinal, quem não acompanha seus e-mails pelo celular?
Existem diversas opções no mercado, que vão de caixas mais simples até ferramentas mais robustas. Em alguns casos a solução está em fazer um mix de acordo com as necessidades da sua empresa e, principalmente, dos seus funcionários. Assim você pode encontrar o melhor custo-benefício sem deixar a qualidade de lado.
O post Para que eu preciso de um e-mail profissional? apareceu primeiro em Blog Locaweb – Notícias sobre tecnologia, programação e muito mais..

Para que eu preciso de um e-mail profissional?
Fonte: Locaweb

VPS: Seu cloud virtual

VPS: Seu cloud virtual

VPS significa “Virtual Private Server”  e, na tradução livre, “Servidor Virtual Privado”.
Um servidor virtual é uma máquina virtual que está sendo executada em uma máquina física, mas que é totalmente independente de outras máquinas virtuais ou serviços que são executados por lá também. Você mesmo pode ter criado um servidor virtual e nem percebeu ter feito isso, por exemplo, quando você criou uma máquina virtual no Virtual Box ou o VMware para instalar um Linux ou Windows.
A grande questão de um VPS em relação a um servidor físico é que em uma única máquina física podem ser criados vários servidores virtuais. É o que acontece na imagem abaixo:

A quantidade de servidores que cabem em uma máquina física vai depender da relação entre configurações dos servidores virtuais e configuração da máquina física (memória, processamento e disco basicamente). E é exatamente por isso que um servidor virtual é mais barato que um servidor físico, por poder ter várias máquinas virtuais utilizando uma física somente.
Outra vantagem do VPS é que como se trata de uma virtualização, estamos falando de software e não de hardware como em um servidor físico. Pense, quando você precisa de mais memória em um servidor físico ou se um pente queima por exemplo, você terá que comprar um novo pente e fazer a instalação manualmente. Em um servidor virtual, você poderá aumentar ou diminuir a quantidade de recursos de maneira super flexível, sem precisar tocar em nenhuma peça, contanto que a máquina hospedeira (hosting físico) tenha recursos disponíveis. Não é ótimo?
E a performance?
Um fator importante a se notar sobre as máquinas virtuais é que mesmo que você reserve uma determinada quantidade de memória para ela, isso não significa que ela sempre irá utilizar aquele montante a todo momento (a não ser que realmente precise) o que faz com que o seu hosting possa ter mais recursos disponíveis em alguns momentos e menos em outros.
É por isso que se um hosting tem recursos exatamente para hospedar 20 VPS e nem todos eles estão utilizando todos os recursos alocados, a performance destes VPS pode ser considerada a mesma de um servidor físico, porque não há uma sobrecarga muito grande sobre o hosting.
Agora, imagine que todos os VPS em um determinado momento precisem utilizar todos os recursos que foram alocados. Isso pode ocasionar uma perda de performance por conta da sobrecarga que todo esse workload vai gerar no hosting, que estará executando no máximo. É claro que isso só será um problema quando a máquina hospedeira não for bem configurada ou as predições de uso foram mal feitas.
Em alguns casos específicos, quando é preciso que se tenha um servidor de alta disponibilidade ou até mesmo com recursos mais robustos e totalmente configuráveis, é interessante que se contrate um servidor dedicado. Um servidor dedicado é totalmente customizável a nível de aplicação e o usuário provavelmente terá controle total sobre a máquina. Além disso, ele conseguirá adquirir recursos bem mais robustos, ao passo que quando se trata de VPS, as empresas geralmente vendem configurações com algum certo limite exatamente por se tratar de recursos virtualizados.
VPS, Server PRO ou Hospedagem compartilhada
Uma dúvida que as pessoas mais leigas no assunto sempre tem é na hora de escolher qual solução é a mais adequada para colocar seu negócio online. Atualmente tem-se múltiplas soluções ofertadas no mercado e dentre elas a mais comum é a hospedagem compartilhada.
A hospedagem compartilhada é ideal para quem tem um site pequeno, do ponto de vista de negócio, onde não terá centenas de milhares de acessos diários. A hospedagem geralmente tem recursos limitados e o nome compartilhada vem exatamente pelo fato de que existem outros diversos sites concorrendo pelos recursos do hosting em que eles estão hospedados.
Um Server PRO (dedicado) e o VPS se diferem da hospedagem no quesito de que não há concorrência por recursos com outras aplicações, como já mencionei acima, uma vez que elas não ocupam o mesmo espaço.
Mas afinal, qual escolher então? Na hora de decidir é preciso responder duas perguntas principais: qual será o montante de acessos que sua aplicação irá receber (1 por dia ou 1 milhão por hora, por exemplo) e quais as configurações de máquina que sua aplicação precisa ter para conseguir executar com um bom desempenho. Antes de saber esse tipo de resposta, provavelmente você errará na escolha para mais ou para menos e isso pode impactar negativamente seu negócio perante aos seus usuários. É só você lembrar alguma vez que tentou entrar em algum site e ele não abriu qual foi o seu sentimento.
É por isso que é fundamental entender o contexto da sua aplicação e se precisar contate profissionais que entendam do assunto para lhe ajudar a escolher a melhor solução para o seu negócio. Atualmente as próprias empresas vendem consultivamente suas soluções, a Locaweb é uma delas por exemplo.
VPS Locaweb
Não é porque eu trabalho aqui na Locaweb (e não é mesmo!), mas a oferta de VPS daqui é muito interessante. A empresa lançou seus servidores virtuais com storages SSD intel o que significa um ganho grande de performance (pelo menos 10x mais) quando comparados a HDs convencionais.
Além disso, algo que impressiona é o preço de entrada, onde um servidor virtual com 512 MB de memória, 1 vCPU (Intel), 20 GB de Disco, 1 TB de transferência e 1 IP público permanente (o que é mais que suficiente para hospedar um site do seu zé da padaria) por apenas R$ 17,90. É um preço que está até abaixo de muitas hospedagens compartilhadas que existem por aí e que provavelmente não vão ter os mesmos recursos disponíveis para a sua aplicação e não serão customizáveis, por exemplo. É realmente algo bem expressivo.
Outra coisa muito bacana dos VPS aqui da Locaweb, é que eles são totalmente customizáveis a nível de software por parte do usuário. Isso significa que você terá total autonomia na criação, configuração e no gerenciamento do servidor para adequá-lo às necessidades de sua aplicação. Se quiser conhecer mais sobre o VPS Locaweb é só acessar aqui! Eu mesmo já peguei um para brincar.
Até a próxima! ;)
O post VPS: Seu cloud virtual apareceu primeiro em Blog Locaweb – Notícias sobre tecnologia, programação e muito mais..

VPS: Seu cloud virtual
Fonte: Locaweb

Parallax: um novo recurso para o seu site ficar ainda mais incrível!

Parallax: um novo recurso para o seu site ficar ainda mais incrível!

Quando falamos de design de sites é comum escutarmos alguns termos que não sabemos bem o que é (ainda mais quando não somos especialistas na área). Um deles é o Parallax, um recurso bem legal que está cada vez mais sendo utilizado na web e que nós acabamos de lançar no novo editor do Criador de Sites da Locaweb. o/
Mas afinal, o que é esse novo recurso? O Parallax simula a técnica de mover planos de imagem em velocidades diferentes para criar ilusão de profundidade. Existem muitas formas de utilizar esse artifício, mas por aqui vou falar de como ele é aplicado nos sites.
A forma mais comum de encontrarmos esse efeito na web é em sites com uma página só. Sabe aquele site que você acessa e percebe o fundo se movendo em um ritmo mais lento em primeiro plano quando você rola a página? Então, isso nada mais é do que o Parallax sendo aplicado para criar uma sensação de efeito 3D. Bem legal, né?
E não para por aí! De acordo com alguns estudos, além do ganho visual ele pode melhorar em até 70% o engajamento do seu site.
Para você entender melhor o conceito e como ele é aplicado em alguns sites, separei alguns exemplos:
Exemplo 1
Exemplo 2
Exemplo 3
Exemplo 4
Exemplo 5
Gostou? Acesse agora o seu editor do Criador de Sites e aplique essa técnica na hora de criar seu site. Tenho certeza que você vai gostar do resultado.
Ah, e fique de olho! Em nosso próximo post vamos mostrar “Como aplicar o efeito Parallax na hora de criar meu site”.
O post Parallax: um novo recurso para o seu site ficar ainda mais incrível! apareceu primeiro em Blog Locaweb – Notícias sobre tecnologia, programação e muito mais..

Parallax: um novo recurso para o seu site ficar ainda mais incrível!
Fonte: Locaweb