Category: Android

A solidificação do tablet como um produto de nicho

A solidificação do tablet como um produto de nicho

Os tablets ainda têm o seu público. O que está ficando mais claro nos últimos anos, no entanto, é que esse público talvez não seja tão grande assim.

A solidificação do tablet como um produto de nicho (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

O último relatório da empresa de inteligência de mercado IDC sobre o segmento revela uma situação complicada. O volume de vendas foi 20,5% menor do que em 2022, o que resulta no pior cenário desde 2011. Para você ter uma ideia, esse foi o ano em que o iPad 2 chegou às prateleiras.

A Apple é a líder em vendas, mas, assim como os demais grandes players do setor, vendeu menos em relação à 2022. Contribui para isso de nenhum novo iPad ter sido lançado em 2023. Já entre os tablets Android, a Samsung é a campeã.

Há várias explicações possíveis para este quadro e, como acontece com todo problema complexo, a verdade será encontrada na junção desses vários fatores. Há aspectos econômicos, de usabilidade e até mesmo de rotina dos consumidores que pesam nessa equação.

Mas o ponto principal que o novo relatório levanta é: qual é o espaço ocupado pelo tablet hoje em dia?

Sente-se, relaxe, use seu tablet

Em 2010, na apresentação o primeiro iPad, Steve Jobs demonstrou a visão da empresa para o produto. Com o tablet, o usuário podia navegar por sites de notícias, ler e responder e-mails, organizar álbuns de fotos, entre diversas outras ações.

Mas havia mais sendo comunicado ali. Jobs tirou o iPad de cima de uma mesinha, sentou-se numa poltrona, cruzou as pernas. Toda uma mise-en-scène para criar a ideia de um momento em que o indivíduo para, se desloca de sua rotina normal e dedica um tempo determinado ao novo dispositivo.

É uma experiência totalmente diferente de um smartphone, que nos acompanha o tempo todo. Não precisamos parar para usar o celular. A apresentação da Apple parecia sugerir que, com o Tablet, a ideia era essa.

Steve Jobs apresenta o primeiro iPad (Apple)

Só que os smartphones acompanharam a evolução do tablet. Eles foram se incorporando cada vez mais em nossas rotinas, ampliando suas capacidades, que passaram a englobar de tudo, do entretenimento à produtividade.

O hardware acompanhou essa evolução. Os novos modelos vinham com chips cada vez mais potentes, e até mesmo modelos intermediários passaram a ter uma boa capacidade de processamento. Para completar, o tamanho das telas também aumentou.

Quando um dispositivo que está conosco o tempo todo ganha essas características, é fácil perceber como o tablet pode acabar ficando de lado. Celulares são mais baratos, mais leves e têm uma multiplicidade de usos. O gadget que veio antes acabou se tornando a “competição” do que veio depois.

Com isso, o público vai comprando menos tablets, e aqueles que o fazem têm utilidades mais específicas em mente.

Tablet para quem precisa

No Tecnocast 324, discutimos o declínio na venda de tablets. Ao longo do episódio, e a partir de comentários de ouvintes, identificamos algumas atividades para as quais o dispositivo ainda faz sentido, e públicos que geram demanda.

Um ponto bastante mencionado é que tablets são bons para leitura. Mais confortáveis do que smartphones ou e-readers — vale lembrar que a tela e-Ink de um Kindle não exibe cores —, eles são uma ótima pedida para quem precisa ler artigos e textos em PDF, como estudantes de várias faixas etárias.

O consumo de mídia é outra frente importante. Os celulares também avançaram bastante nesse sentido, mas as telas maiores dos tablets geram uma experiência melhor para assistir filmes e séries.

Há também profissionais de edição de vídeo e áudio, e até programadores para os quais o tablet é um importante meio de trabalho. Para esses casos, o iPad é a opção mais natural. O produto da Apple é o que conta com a maior quantidade de aplicativos para essas áreas.

Galaxy Tab S9 FE Plus tem tela de 12,4 polegadas (Imagem: Divulgação/Samsung)

Outro público para o qual tablets são importantes é o de pais de crianças pequenas. O dispositivo é melhor do que um smartphone para fornecer alguma distração para os filhos.

A questão é que, por mais que estes grupos enxerguem valor no tablet, os resultados do ano passado tornam difícil classificá-lo como um produto de massa. Trata-se de um dispositivo não essencial, cujos diferenciais diminuíram aos olhos do grande público devido à evolução dos smartphones.

O mais provável é que o tablet continue existindo, mas agora encarado mais explicitamente como um produto de nicho.
A solidificação do tablet como um produto de nicho

A solidificação do tablet como um produto de nicho
Fonte: Tecnoblog

Galaxy AI já pode ser testado no iPhone; veja como

Galaxy AI já pode ser testado no iPhone; veja como

Aplicativo Try Galaxy recebeu atualização para testar a Galaxy AI e One UI 6.1 (Imagem: Divulgação/Samsung)

A Samsung liberou a nova versão do Try Galaxy, web app que mostra recursos dos seus celulares nos iPhones. Desta vez, o destaque vai para os recursos de inteligência artificial do Galaxy AI. Os usuários do smartphone da Apple podem visualizar uma demonstração dessa tecnologia, além de conhecer outras novidades da One 6.1, interface do Galaxy S24 baseada no Android 14.

As simulações do Galaxy S24 e seus recursos não são totalmente interativos. O web app permite tocar em alguns botões e acessar galeria de fotos ou app de mensagens, para que a pessoa conheça a One UI. Outros recursos são apresentados por meio de vídeos. O Try Galaxy só está disponível para iPhone 7 ou posterior.

Try Galaxy mostra novidades de fotografia e tradutor

Try Galaxy mostrando remasterização de foto com Galaxy AI (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)

Os principais recursos destacados pelo vídeo do Try Galaxy são as melhorias para fotos e o tradutor em tempo real — todos eles utilizando a potência do Galaxy AI. Numa parte da demonstração, o app mostra como a inteligência artificial pode ser usada para remasterizar uma fotografia. Aqui, a Samsung também aproveita para exibir para o usuário de iPhone o design da galeria e mais informações de uma foto.

Uma parte da simulação exibe a funcionalidade de tradução em tempo real. A promessa da Samsung com essa ferramenta é facilitar a comunicação entre pessoas que não falam o idioma. A demonstração da sul-coreana exibe a tradução em ação durante uma conversa via texto e outra em uma ligação.

Tradução em tempo real do Galaxy AI é um dos destaques do Try Galaxy (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)

O Try Galaxy ainda mostra como funciona o Samsung Health, aplicativo de saúde e bem-estar da Samsung. Este app da Samsung é rival direto do Saúde, aplicativo com mesmo foco e nativo do iPhone.

Samsung já levou Galaxy S23 e Z Fold 5 para o iPhone

Antes do Galaxy AI, algumas das demonstrações apresentadas no Try Galaxy tiveram relação com o Galaxy S23 e o Galaxy Z Fold 5. No primeiro caso, a proposta do app (uma bela jogada promocional da Samsung) era idêntica a esta do Galaxy AI, com destaque para a nova câmera, o Nightography e a One UI 5.1.

Já no caso do Galaxy Z Fold 5, era necessário usar dois iPhones para testar o dobrável da Samsung. Nesse exemplo, o usuário conseguia visualizar os recursos multitarefas e até ver a FlexCam, funcionalidade de dobrar a tela para ajustar o ângulo de captura.

Com informações: SamMobile
Galaxy AI já pode ser testado no iPhone; veja como

Galaxy AI já pode ser testado no iPhone; veja como
Fonte: Tecnoblog

Como saber se um e-mail foi lido no Gmail ou Outlook pelo PC ou celular

Como saber se um e-mail foi lido no Gmail ou Outlook pelo PC ou celular

Como saber se um e-mail foi lido no Gmail ou Outlook pelo PC ou celular (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Saber se um e-mail foi lido é o processo de verificar se o destinatário abriu uma mensagem enviada por meio de plataformas como Gmail e Outlook.

É possível usar o Mailsuite (antigo Mailtrack) no PC ou no celular para saber se seus e-mails foram abertos ou não, tanto em contas pessoais como empresariais.

Para isso, basta instalar a extensão da ferramenta no PC ou usar o plugin do recurso no app do Gmail para celulares. Veja mais detalhes a seguir.

ÍndiceComo saber se um e-mail foi lido no Gmail pelo PC1. Acesse o site do Mailsuite2. Instale a extensão do Mailsuite no Google Chrome3. Conecte a sua conta do Gmail ao Mailsuite4. Selecione uma conta no Gmail para conectar ao Mailsuite5. Escolha o plano gratuito do Mailsuite6. Use o Mailsuite para saber se o e-mail foi visualizadoComo saber se um e-mail foi lido no Gmail pelo celular1. Acesse a página do Mailsuite no Google Workspace2. Instale o plugin do Mailsuite para Gmail3. Instale a extensão do Mailsuite no Google Chrome, se a ferramenta solicitar4. Ative o Mailsuite ao escrever no Gmail para celular5. Vá em “Enviados” no Gmail para saber se o e-mail foi lidoComo saber se um e-mail foi lido no Outlook pelo PC1. Entre no site do Mailsuite2. Instale o plugin do Mailsuite a partir do Microsoft AppSource3. Ative o Mailsuite em sua conta no Outlook4. Envie e-mails com o Mailsuite no OutlookO Outlook para celular permite saber se um e-mail foi lido?É possível saber de forma nativa no Gmail se a pessoa leu meu e-mail?Dá para confirmar o recebimento de um e-mail pelo Gmail?

Como saber se um e-mail foi lido no Gmail pelo PC

O modo mais prático para confirmar o recebimento de e-mails enviados via Gmail é usando a ferramenta Mailsuite, conforme as seguintes instruções.

1. Acesse o site do Mailsuite

Acesse o site do Mailsuite usando o Google Chrome e clique em “Install on Gmail”. Quando o navegador abrir a Chrome Web Store, clique em “Usar no Chrome” ou “Add to Chrome”.

2. Instale a extensão do Mailsuite no Google Chrome

Clique em “Adicionar extensão” quando o Google Chrome perguntar se você quer fazer isso. A extensão ainda poderá ter o nome antigo, Mailtrack.

3. Conecte a sua conta do Gmail ao Mailsuite

Clique em “Conectar com Google ” ou em “Connect with Google” na página que surgir após a extensão ser instalada. O procedimento conecta a sua conta do Gmail ao Mailsuite.

Se a página de conexão não for exibida automaticamente, abra o Gmail no Chrome e clique em “Ativar” ou “Enable”.

4. Selecione uma conta no Gmail para conectar ao Mailsuite

Escolha uma conta do Gmail para adicionar ao Mailsuite (antigo Mailtrack). Em seguida, clique em “Continuar”. Finalize o procedimento clicando em “Permitir” para a extensão ter acesso à sua conta de e-mail.

5. Escolha o plano gratuito do Mailsuite

Na tela seguinte, escolha o plano “Free” do Mailsuite que é suficiente para você saber se um e-mail foi lido no Gmail. Ou escolha um dos planos pagos se você quiser mais recursos, como rastreamento de cliques em links nas mensagens.

6. Use o Mailsuite para saber se o e-mail foi visualizado

A partir de agora, os e-mails enviados via Gmail terão um selo do Mailsuite no rodapé. O seu computador poderá ainda exibir uma notificação quando cada mensagem for aberta pelo destinatário.

Você também pode acompanhar as mensagens indo na pasta “Enviados” ou “Sent”. Cada e-mail exibirá um ou dois sinais de visto na cor verde, que significam:

Um sinal verde: confirma o recebimento do e-mail pelo destinatário;

Dois sinais verdes: a pessoa recebeu e abriu o e-mail. Passe o cursor do mouse sobre o sinal para saber a hora ou data em que a mensagem foi lida.

Como saber se um e-mail foi lido no Gmail pelo celular

Saber se um e-mail foi lido no Gmail para celular requer a instalação de um plugin na sua conta e de uma extensão do Mailsuite (antigo Mailtrack) no Google Chrome. O passo a passo é descrito a seguir.

1. Acesse a página do Mailsuite no Google Workspace

Abra a página do plugin do Mailsuite para Gmail no Google Workspace Marketplace via Chrome para desktop. É preciso fazer login em sua conta Google, caso você não esteja autenticado no serviço.

2. Instale o plugin do Mailsuite para Gmail

Clique no botão “Instalar” e selecione a conta no Gmail a receber o plugin do Mailsuite. Finalize clicando em “Continuar” e em “Permitir” para que a ferramenta tenha acesso à sua conta.

3. Instale a extensão do Mailsuite no Google Chrome, se a ferramenta solicitar

Instale a extensão do Mailsuite no Google Chrome, caso não tenha feito isso ainda.

4. Ative o Mailsuite ao escrever no Gmail para celular

Abra o aplicativo do Gmail para Android ou iOS. Escreva um e-mail ou responda a uma mensagem recebida. Toque no ícone de três pontos do e-mail e vá em “Inserir de Mailtrack” e em “Track Mail”. Escreva a mensagem e a envie.

5. Vá em “Enviados” no Gmail para saber se o e-mail foi lido

Para saber pelo celular se o e-mail foi entregue, toque no ícone com símbolo de três traços do Gmail para Android ou iPhone. Abra a opção “Enviados” ou “Sent” no menu que surgir. Os e-mails rastreados terão um ou dois sinais de visto, indicando:

Um sinal de visto: o e-mail foi entregue ao destinatário;

Dois sinais de vistos: o e-mail foi entregue e aberto pelo destinatário.

Como saber se um e-mail foi lido no Outlook pelo PC

O Mailsuite (antigo Mailtrack) também tem uma extensão para Google Chrome ou Microsoft Edge que permite saber se o e-mail foi lido no Outlook ou Hotmail. As orientações são dadas a seguir.

1. Entre no site do Mailsuite

Acesse o site do Mailsuite e, na página inicial, clique em “Install on Outlook”. Uma página no Microsoft AppSource será aberta para instalação do rastreador de e-mail. Clique em “Obter agora” ou em “Get it now”.

2. Instale o plugin do Mailsuite a partir do Microsoft AppSource

Na tela seguinte, informe seu e-mail e clique em “Sign in”. Preencha o formulário que surgir informando pelo menos os dados obrigatórios, como nome e país de residência. Clique em “Obter agora” ou em “Get it now”.

3. Ative o Mailsuite em sua conta no Outlook

A página do Outlook ou Hotmail será aberta com uma tela do Mailsuite (antigo Mailtrack) por cima. Clique em “Adicionar” ou “Add”. Isso fará o rastreador ser integrado à sua conta de e-mail.

4. Envie e-mails com o Mailsuite no Outlook

Ao enviar e-mails via Outlook ou Hotmail, clique no botão do Mailsuite para ativar o rastreamento, se o recurso ainda não estiver habilitado.

Acesse a pasta de itens enviados do Outlook para saber se o e-mail foi recebido ou lido pelo destinatário de acordo com o seguinte:

Um sinal de visto no e-mail: a mensagem foi entregue ao destinatário;

Dois sinais de vistos no e-mail: a mensagem foi entregue e aberta pelo destinatário.

O Outlook para celular permite saber se um e-mail foi lido?

O Outlook para Android ou iOS não permite a integração de ferramentas que confirmam o recebimento e a abertura de e-mails enviados, tampouco oferece um recurso nativo para isso.

É possível saber de forma nativa no Gmail se a pessoa leu meu e-mail?

Sim, mas só é possível ativar a confirmação de leitura no Gmail se a sua conta no serviço estiver em um plano do Google Workspace para uso corporativo ou educacional. O recurso precisa ainda ser habilitado pelo administrador da assinatura. A confirmação de leitura não está disponível no Gmail para uso pessoal.

Dá para confirmar o recebimento de um e-mail pelo Gmail?

Sim, mas só é possível solicitar confirmação de leitura no Gmail se a sua conta pertencer a um plano do Google Workspace para organizações ou uso educacional. Mesmo nesses casos, a ferramenta deve ser ativada pelo administrador do plano para funcionar em sua conta. O recurso não funciona em contas gratuitas do Gmail.
Como saber se um e-mail foi lido no Gmail ou Outlook pelo PC ou celular

Como saber se um e-mail foi lido no Gmail ou Outlook pelo PC ou celular
Fonte: Tecnoblog

TudoTV: 10 filmes e séries que você não pode deixar de assistir em fevereiro de 2024

TudoTV: 10 filmes e séries que você não pode deixar de assistir em fevereiro de 2024

Fevereiro já está terminando após diversas estreias em várias plataformas de streaming. Com tantas novidades, pode ficar difícil escolher o que assistir. Pensando nisto, o TudoTV elaborou uma lista com algumas séries e filmes que você não pode deixar de ver no início de 2024 levando em conta outros acontecimentos envolvendo séries existentes.

Ainda falando em filmes, confira a nossa lista especial da semana passada com os melhores longas que falam de inteligência artificial e realidade virtual.Os Caras MalvadosClique aqui para ler mais

TudoTV: 10 filmes e séries que você não pode deixar de assistir em fevereiro de 2024
Fonte: Tudocelular

Motorola Edge 30 Neo começa a receber Android 14

Motorola Edge 30 Neo começa a receber Android 14

Motorola Edge 30 Neo chegou ao mercado brasileiro em setembro de 2022 (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

A Motorola começou a distribuir o Android 14 para os smartphones Edge 30 Neo vendidos no Brasil. Donos deste modelo compartilharam a informação nas redes sociais. A atualização chega poucas semanas depois de o Edge 30 Ultra receber a nova versão do sistema operacional.

As informações sobre o update para o Edge 30 Neo surgiram na Comunidade do Tecnoblog e também no X (antigo Twitter). A atualização tem 1,45 GB.

Motorola Edge 30 Neo has begun to receive the long-awaited stable Android 14 update in Portuguese This update size of 1.45 GB which brings all the goodness of Android 14 with it. #Motorola #Android14 pic.twitter.com/mhjXQIZMpq— Harsh Kumar Singh (@Harshkumar727) February 22, 2024

O Edge 30 Neo foi lançado em setembro de 2022, com Android 12. Apesar de pertencer à linha Edge, de topo de linha, algumas de suas características mais próximas de um intermediário avançado, como o chip Snapdragon 695.

Por outro lado, há diferenciais como tela pOLED com 120 Hz de taxa de atualização e carregamento rápido a 68 W, além do tamanho um pouco menor, com 6,3 polegadas, para quem não gosta das telas grandes dos outros aparelhos da marca. Lançado há quase um ano e meio por R$ 3.499, ele é encontrado atualmente no varejo por cerca de R$ 1.500.

Motorola Edge 30 Ultra tem Snapdragon 8+ Gen 1 e já foi atualizado para o Android 14 (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Em janeiro, a Motorola prometeu atualizar dezenas de aparelhos para o Android 14. No começo de fevereiro, foi a vez do Motorola Edge 30 Ultra ganhar o update. O aparelho chegou ao mercado nacional na mesma ocasião que o Edge 30 Neo, em setembro de 2022, e conta com câmera de 200 megapixels e chip Snapdragon 8+ Gen 1.

O que tem de novo no Android 14?

A atualização do sistema inclui novos temas coloridos, configurações de bateria aprimoradas, mais recursos de privacidade e fontes maiores. Uma ferramenta interessante é a opção para usar o smartphone como webcam, muito bem-vinda para quem trabalha de casa e precisa fazer reuniões por vídeo.

Geralmente, quando a atualização está disponível, uma notificação aparece no aparelho. Mesmo assim, você também pode checar manualmente, no menu Atualizações de Sistema, dentro de Configurações.
Motorola Edge 30 Neo começa a receber Android 14

Motorola Edge 30 Neo começa a receber Android 14
Fonte: Tecnoblog

O tablet em declínio

O tablet em declínio

Em 2023, o mercado de tablets sofreu um baque. Os maiores players do segmento tiveram quedas significativas nas vendas, que registraram o menor volume desde 2011. Parte do motivo desse declínio é econômico, mas a questão vai muito além disso, levantando dúvidas sobre a relevância do formato num cenário em que smartphones já conseguem fazer tanta coisa.

O tablet em declínio (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

No episódio de hoje, conversamos sobre o que anda acontecendo no mercado de tablets. Teriam eles se tornado produtos de nicho, ou será que sempre tiveram essa característica? E, entre as principais empresas que ainda apostam no formato, quais são os destaques e o que ainda deixa a desejar? Dá o play e vem com a gente!

Participantes

Thiago Mobilon

Thássius Veloso

Josué de Oliveira

Paulo Barba

Mande seu recado

Grupos da Caixa Postal do Tecnocast:

Telegram: t.me/caixapostaltecnocast

WhatsApp: https://tbnet.me/caixapostaltecnocast

Você pode mandar comentários (inclusive em áudio, vai que você aparece no Tecnocast?), dúvidas, críticas e sugestões. Participe!Se preferir, você também pode se comunicar conosco pela Comunidade e através do e-mail tecnocast@tecnoblog.net.

Entre também no nosso canal no WhatsApp.

Créditos

Produção: Josué de Oliveira

Edição e sonorização: Ariel Liborio

Arte da capa: Vitor Pádua

Assine o Tecnocast

Google Podcasts

Apple Podcasts

Spotify

Pocket Casts

Android (outros apps)

Feed RSS

Buzzsprout

O tablet em declínio

O tablet em declínio
Fonte: Tecnoblog

WhatsApp: área de Status pode ganhar nova cara

WhatsApp: área de Status pode ganhar nova cara

WhatsApp vai mostrar preview dos Status (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A mais recente versão beta do WhatsApp para Android traz um novo visual para área de Status. Ela continua no topo da aba Atualizações, mas as publicações feitas pelos contatos ganharam um espaço maior, mostrando uma pré-visualização do conteúdo. E essa não deve ser a única mudança na interface.

Os Status são posts com fotos, vídeos, áudios ou textos que ficam disponíveis para os contatos selecionados por 24 horas. Atualmente, esses posts ficam organizados em círculos, com a foto de perfil de cada usuário. É bem parecido com os Stories do Instagram. Com a mudança, eles ficarão mais próximos do visual dos Stories do Facebook.

Na lista de Status, será possível ter uma ideia do que cada usuário publicou (Imagem: Reprodução / WABetaInfo)

A nova interface foi descoberta pelo site especializado WABetaInfo na versão 2.24.4.23 do app para Android. A mudança ainda está em desenvolvimento, o que significa que mesmo os usuários da versão beta não têm acesso a ela.

Canais do WhatsApp também vão mudar

Ao que parece, o WhatsApp prepara uma reformulação completa na aba Atualizações. Na versão 2.24.4.19 do app para Android, liberada na semana passada, a lista de Canais veio com mudanças visuais para alguns usuários da versão beta. A versão 2.24.4.23 manteve essas mudanças.

Nova interface tem só uma linha de preview para cada Canal (Imagem: Reprodução / WABetaInfo)

A nova interface deixou os Canais com cara de conversas, com ícones maiores e apenas uma linha de preview. Isso ajuda a visualizar mais Canais sem precisar rolar tanto a tela.

Os Canais chegaram ao Brasil em setembro de 2023. Eles funcionam de modo parecido com uma página de rede social. Uma empresa ou pessoa pode criar o seu e atualizar todos os seguidores por lá. Segundo a Meta, dona do WhatsApp, a ferramenta já conta mensalmente com 500 milhões de usuários ativos.

Com informações: WABetaInfo
WhatsApp: área de Status pode ganhar nova cara

WhatsApp: área de Status pode ganhar nova cara
Fonte: Tecnoblog

Após atualização, Edge sofre problema em abertura de arquivos baixados

Após atualização, Edge sofre problema em abertura de arquivos baixados

Atualizações recentes do Microsoft Edge apresentam um problema em que o navegador não permite mais abrir um arquivo baixado com um único clique. Em vez disso, os usuários precisam clicar duas ou até três vezes antes que o item seja aberto.

Embora pareça um problema pequeno, pode causar irritação e interrupção na experiência do usuário, especialmente porque o bug é intermitente, variando de duas a várias vezes para abrir um arquivo.

A capacidade de personalizar se a abertura de arquivos e pastas requer um ou dois cliques no Windows não afeta os downloads no Microsoft Edge. O bug parece ter sido introduzido na versão 120 do navegador e persiste nas versões mais recentes, incluindo a versão 121 do canal estável.Clique aqui para ler mais

Após atualização, Edge sofre problema em abertura de arquivos baixados
Fonte: Tudocelular

WhatsApp vai deixar lista de Canais mais parecida com a de conversas

WhatsApp vai deixar lista de Canais mais parecida com a de conversas

Canais do WhatsApp chegaram ao Brasil em setembro de 2023 (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

O WhatsApp está testando um novo visual para a área de Canais do aplicativo para Android. Com a mudança, eles ficarão organizados de forma mais parecida com as conversas, em uma lista que mostra mais itens de uma vez só. A novidade está na versão 2.24.4.19 do aplicativo para Android, ainda em fase beta, mas ainda não foi liberada para todos os testadores. O site especializado WABetaInfo notou a mudança.

Os Canais ficam na área Atualizações, que também mostra os Status publicados pelos contatos. Eles continuarão ali — o que vai mudar é como eles aparecem.

Nova interface tem só uma linha de preview para cada Canal (Imagem: Reprodução/WABetaInfo)

Atualmente, os Canais em que o usuário se inscreveu ficam em uma lista com ícones pequenos e três linhas e uma imagem de preview. No beta, cada um terá apenas uma linha de preview e ícones maiores. Visualmente, o resultado é muito parecido com o das conversas. Isso também vai permitir passar pelos canais mais rapidamente, sem precisar rolar tanto a tela.

Por enquanto, a novidade só apareceu no beta para Android. As versões de testes mais recentes para iOS continuam sem alterações na interface.

Interface atual dos Canais dá várias linhas para cada um deles (Imagem: Reprodução/WhatsApp)

Canais do WhatsApp fazem sucesso

Os Canais foram apresentados em junho de 2023 e chegaram ao Brasil poucos meses depois, em setembro. O recurso funciona de modo parecido com uma página de rede social: uma pessoa ou uma empresa cria seu Canal e pode fazer publicações para seus seguidores. O Telegram conta com uma ferramenta parecida.

A novidade parece ter caído no gosto dos usuários: em novembro, os Canais do WhatsApp atingiram a marca 500 milhões de usuários ativos mensalmente. A informação foi divulgada por Mark Zuckerberg, CEO da Meta.

O Tecnoblog tem, atualmente, dois Canais no WhatsApp:

Canal do Tecnoblog, com as principais notícias da tecnologia.

Canal do Achados do TB, com as melhores ofertas que encontramos no varejo brasileiro.

Com informações: WABetaInfo
WhatsApp vai deixar lista de Canais mais parecida com a de conversas

WhatsApp vai deixar lista de Canais mais parecida com a de conversas
Fonte: Tecnoblog

Primeiro trojan para iPhone consegue roubar dados do reconhecimento facial

Primeiro trojan para iPhone consegue roubar dados do reconhecimento facial

Empresa de cibersegurança detecta primeiro trojan capaz de roubar dados de reconhecimento facial no iOS (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

O Group-IB, empresa de cibersegurança, divulgou que o malware GoldDigger tem uma versão atualizada capaz de roubar dados de reconhecimento facial no iPhone. A atualização, batizada de GoldPickaxe, é o primeiro trojan para golpes bancários do iOS. Após a instalação, o malware rouba as informações de reconhecimento facial, que pode ser usada pelos cibercriminosos acessar as contas bancárias das vítimas.

O ecossistema fechado e restritivo da Apple sempre foi um ponto positivo para a segurança do iPhone — e justificativa da empresa para melhorar ou piorar a experiência do usuário, dependendo da sua opinião. A chegada de um trojan para o iOS muda um pouco esse cenário, ainda que a sua instalação seja complicada.

Como revela o relatório do Group-IB, o cavalo de Troia é instalado através do TestFlight, plataforma da Apple para teste de apps, disponível para desenvolvedores. Outro meio de instalar o trojan é pelo MDM usando de engenharia social. MDM é a sigla em inglês para Mobile Device Management, um recurso para dispositivos usados em empresas que permite a configuração à distância.

Com invasão ao smartphone, GoldPickaxe pode roubar dados para entrar em contas bancárias (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

GoldPickaxe começou focando em cripto

O malware GoldPickaxe tem como alvo as carteiras de criptomoedas — que vai se tornando o alvo mais comum desses cibercrimes. No entanto, como outros apps financeiros podem exigir o reconhecimento facial, as contas bancárias sem criptoativos podem ser invadidas. E ao pegarmos o Brasil como exemplo, o app do gov.br também é importante e exige o reconhecimento facial para o cadastro.

O GoldPickaxe também pode interceptar SMS, canal pelo qual aplicativos costumam enviar códigos de confirmação. Segundo o Group-IB, a maior parte dos cibercriminosos que utilizam o malware estão na Ásia. Nos últimos anos, Vietnã e Tailândia se tornaram dois polos de grupos hackers — e esses países são os alvos do vírus.

A primeira detecção do GoldPickaxe para iOS aconteceu em outubro de 2023. A linha do tempo divulgada pelo Group-IB mostra que o malware evoluiu rapidamente. O GoldDigger, sua base, apareceu no Android em junho de 2023.

Como dito anteriormente, o alvo dos criminosos são moradores da Tailândia e Vietnã. O surgimento do vírus acontece meses depois do Banco da Tailândia (órgão similar ao nosso Banco Central) recomendar o uso de reconhecimento facial nos bancos do país. Porém, mesmo com o foco nessas nações, o desenvolvimento do malware pode levar os criminosos a atuar em outros países ou fornecê-lo para outros grupos hackers.

Com informações: Tom’s Guide
Primeiro trojan para iPhone consegue roubar dados do reconhecimento facial

Primeiro trojan para iPhone consegue roubar dados do reconhecimento facial
Fonte: Tecnoblog