Category: Brasil

Honor X7b é homologado antes de estreia da marca no Brasil

Honor X7b é homologado antes de estreia da marca no Brasil

Honor X7b é mais um modelo intermediário da companhia certificado para o mercado brasileiro (Imagem: Divulgação / Honor)

A Honor homologou seu smartphone intermediário X7b na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e já pode vendê-lo no Brasil. Este é o segundo smartphone da marca a receber a certificação para o mercado nacional, depois do X6a.

No Mobile World Congress 2024, em fevereiro, a Honor revelou ao Tecnoblog ter planos para o Brasil, mas ainda não há uma data para a estreia dos aparelhos por aqui — funcionários do escritório local seguem estudando o mercado. Na documentação, são listadas três unidades fabris, todas na China.

Smartphone tem três opções de cor (Imagem: Divulgação / Honor)

Em março, a Honor homologou pela primeira vez um celular no Brasil. O Honor X6a fica um degrau abaixo do X7b. Ele tem chip MediaTek Helio G36, câmera tripla (sendo a principal de 50 MP) e bateria de 5.200 mAh.

Honor X7b capricha na tela e na bateria

O X7b que passou pela Anatel é o modelo CLK-LX2, sem suporte às redes 5G. Ele usa o chip Snapdragon 680, fabricado com processo de 6 nm, que alcança 2,4 GHz de clock.

Um post da Honor no Instagram indica que o modelo a ser lançado no Brasil é o de 256 GB de armazenamento e 8 GB de RAM, com mais 8 GB de memória virtual. No exterior, há versões com 128 GB e 256 GB de armazenamento e 6 GB, 8 GB e 12 GB de RAM.

Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por HONOR Brasil (@honormobilebrasil)

Um dos destaques do celular é a tela IPS LCD, com 6,8 polegadas. Ela tem resolução Full HD+, taxa de atualização de 90 Hz e 850 nits de brilho máximo.

A câmera principal do modelo tem sensor de 108 megapixels. Uma ultrawide de 5 MP e uma de profundidade de 2 MP completam o trio. Na frente, a câmera de selfie tem 8 MP. O smartphone também conta com bateria de 6.000 mAh, carregador de 35 W, NFC e saída para fone de ouvido.
Honor X7b é homologado antes de estreia da marca no Brasil

Honor X7b é homologado antes de estreia da marca no Brasil
Fonte: Tecnoblog

TIM ativa sinal de internet 5G em 55 novas cidades; veja a lista

TIM ativa sinal de internet 5G em 55 novas cidades; veja a lista

TIM expandiu 5G no Brasil (Ilustração: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Resumo

A operadora TIM ativou sinal 5G em 55 novas cidades do Brasil, totalizando 321 municípios com cobertura, a maior do país. Ela também é líder em número de antenas 5G, com 8,9 mil estações licenciadas na Anatel.
Ainda assim, a TIM possui apenas 25,8% da base de clientes com 5G. A Claro detém 37,6% e a Vivo, 36,5%.
Cidades recém-cobertas incluem locais no Paraná, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.
A cobertura inicial pode ser restrita a alguns bairros, com expansão prevista ao longo do tempo.

A TIM ampliou sua rede móvel de quinta geração. O sinal 5G foi ativado em 55 novas cidades do Brasil, ultrapassando a marca de 300 municípios com cobertura. Os clientes com smartphone compatível com 5G que estiverem nas regiões atendidas poderão acessar, sem custo adicional, internet móvel em velocidades que podem atingir a marca de 1 Gb/s.

Falando de municípios cobertos, a TIM é a líder em 5G no Brasil com suas 321 cidades atendidas. Segundo dados do Teleco, a Claro ocupa o segundo lugar, com 233 localidades, enquanto a Vivo tem rede de quinta geração em 184 cidades.

Além de cobrir mais cidades, a TIM também lidera em número de antenas 5G. A tele tem 8,9 mil estações licenciadas na Anatel, seguida por Claro (7,5 mil) e Vivo (4,8 mil).

A situação muda quando se fala de usuários de 5G. A TIM é a operadora nacional com o menor número de clientes com 5G, com 25,8%, enquanto Claro e Vivo dividem o pódio, com 37,6% e 36,5% respectivamente.

As três operadoras ainda têm um longo caminho pela frente para ampliar o 5G no Brasil. O sinal também precisa expandir consideravelmente nas cidades já atendidas, pois são vários os municípios com sinal de quinta geração restrito a alguns bairros. Uma pesquisa da Opensignal mostra que os smartphones se conectam no 5G em apenas 10% do tempo.

Teste de velocidade no 5G da TIM (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

As cidades que ganharam 5G da TIM

De acordo com a TIM, o 5G foi ativado nas cidades abaixo durante os meses de abril e maio. O Paraná foi o estado mais beneficiado nessa última leva, com 12 novos municípios cobertos:

EstadoNovas cidades com 5GBahiaDias d’Ávila, Luís Eduardo Magalhães, Santo Antônio de Jesus e São Francisco do CondeCearáCascavel, Crateús, Crato, Horizonte, Paraipaba e TianguáGoiásTrindadeMaranhãoImperatrizMato GrossoCampo Verde, Pontes e LacerdaMinas GeraisBarão de Cocais, Confins, Igarapé, Lagoa da Prata, Montes Claros, Pedro Leopoldo, Sabará e São João Del ReiParaíbaBayeux e GuarabiraParanáCambé, Campina da Lagoa, Campo Mourão, Clevelândia, Loanda, Nova Aurora, Nova Esperança, Palotina, Pato Branco, Rolândia, Santa Terezinha de Itaipu e UmuaramaPernambucoAbreu e LimaRio de JaneiroMacaé e Rio BonitoRio Grande do NortePau dos FerrosSanta CatarinaAlfredo Wagner, Curitibanos, Forquilhinha, Fraiburgo, Governador Celso Ramos, Ituporanga, Joaçaba, Presidente Getúlio, Santo Amaro da Imperatriz, São Francisco do Sul e TubarãoSão PauloFranco da Rocha, Itapetininga e SertãozinhoSergipeItabaiana

É importante salientar que um município pode ser considerado como atendido sem ter sinal em toda sua área de extensão, uma vez que a cobertura inicial costuma ser restrita e expandida ao longo do tempo. A forma mais fácil de apurar se sua região foi atendida com 5G por alguma operadora diferente da sua é consultar os mapas de cobertura.
TIM ativa sinal de internet 5G em 55 novas cidades; veja a lista

TIM ativa sinal de internet 5G em 55 novas cidades; veja a lista
Fonte: Tecnoblog

Amazon e Sky se unem para fornecer internet via satélite no Brasil

Amazon e Sky se unem para fornecer internet via satélite no Brasil

Lançamento de foguete com satélite do Projeto Kuiper (Imagem: Divulgação/Amazon)

Resumo

Amazon e Sky formam aliança para fornecer internet via satélite na América Latina.
Projeto Kuiper prevê o envio de 3,2 mil satélites para a órbita baixa da Terra.
Serviço deve atingir 400 Mb/s, competindo com provedores de fibra ótica.
Lançamento comercial da Sky com tecnologia Kuiper está previsto para o final de 2025.
Iniciativa também se aplica a Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Uruguai.

A Amazon e a Sky deram mais um passo em prol do Projeto Kuiper, que levará internet via satélite para localidades remotas do planeta. O conglomerado fundado por Jeff Bezos e a organização Vrio, dona da Sky no Brasil e da Directv no restante da América Latina, anunciam nesta quinta-feira (dia 13/06) uma aliança para o fornecimento do serviço na região.

Por enquanto não há detalhes sobre preços, planos nem pacotes. Amazon e Vrio estão sinalizando ao mercado que estarão prontas para atuar em conjunto tão logo a rede do Projeto Kuiper comece a operar.

Cabe lembrar: o Kuiper prevê o envio de mais de 3,2 mil satélites para a órbita baixa da Terra (LEO). A tecnologia é comparável à da bem-sucedida Starlink, que conquistou o segundo maior provedor via satélite do país num intervalo de pouco mais de um ano.

Internet via satélite deve chegar a 400 Mb/s (Foto: Divulgação/Amazon)

O presidente da Vrio, Darío Werthein, conta ao Tecnoblog que as duas companhias vão focar nas principais necessidades de conectividade via banda larga dos consumidores. Apesar de não abrir os valores, ele diz que a aliança praticará um “bom preço”.

Mais de 200 milhões de residências na América Latina não possuem conexão de qualidade, de acordo com um dos líderes do Kuiper na região. Bruno Henriques defende promete que a rede chegará a 400 Mb/s, o que colocaria Sky + Kuiper em pé de igualdade com variados provedores adeptos da fibra ótica.

Os dirigentes do Kuiper já tinham anunciado uma iniciativa parecida na Europa. Por aqui, o anúncio de agora também contempla Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Uruguai.

A futura constelação da Amazon tem vários relevantes desafios para os próximos meses e anos. Por exemplo, nenhum satélite está em órbita atualmente. A empresa testou recentemente dois protótipos de satélites e planeja iniciar a implementação da rede em baixa órbita “nos próximos meses”.

Já a operação comercial da Sky com tecnologia do Projeto Kuiper deve ficar para o final de 2025. Ao menos o serviço já possui autorização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).
Amazon e Sky se unem para fornecer internet via satélite no Brasil

Amazon e Sky se unem para fornecer internet via satélite no Brasil
Fonte: Tecnoblog

Google lança no Brasil ferramenta que remove dados pessoais das buscas

Google lança no Brasil ferramenta que remove dados pessoais das buscas

Vice-Presidente Global de Segurança e Privacidade do Google apresenta novas soluções de segurança durante Google for Brasil 2024 (Imagem: Ana Marques/Tecnoblog)

No evento Google for Brasil, realizado nesta terça-feira (11), a companhia anunciou a ferramenta “Privacidade nos resultados para você”. Com ela, usuários do Google no Brasil podem solicitar que o buscador remova dados pessoais que aparecem nos resultados das pesquisas, como endereço residencial, número de telefone e e-mail.

Esse é um recurso de privacidade importante, afinal, não é raro que dados pessoais fiquem expostos na web. A liberação dessas informações pode ocorrer sob uma série de circunstâncias, como quando a pessoa participa de um concurso público, está envolvida em processos judiciais ou é vítima de vazamento de dados.

Com a ferramenta “Privacidade nos resultados para você”, é possível solicitar que o Google remova informações pessoais de contato, bem como notifique o usuário quando novas páginas com esses dados surgirem nas pesquisas.

Até o final do ano, o Google também permitirá que a remoção de dados pessoais inclua números de documentos oficiais, como CPF, CNH e passaporte. A empresa destaca que o Brasil será um dos primeiros países a permitir que o usuário solicite a remoção de dados de documentos de identificação nos resultados.

Ferramenta Privacidade nos resultados para você (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Royal Hansen, do Google, ressalta a importância desse mecanismo:

Nossos produtos são pensados tendo privacidade no centro, desde o início do seu desenvolvimento. Além disso, através de nossas práticas de gerenciamento de dados, oferecemos aos nossos usuários o controle de suas informações.

É claro que remover estas informações da Busca não as remove da internet, mas este é um passo importante para ajudar a proteger as pessoas online.

Royal Hansen, vice-presidente global de privacidade e segurança do Google

Como remover dados pessoais das buscas do Google

Basta acessar a página Privacidade nos resultados sobre você. No celular, acesse o aplicativo do Google, toque na sua foto de perfil e vá em “Privacidade nos resultados sobre você”.

Versão do Privacidade nos resultados para você no celular (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Depois, vá em “Começar agora”. Você será instruído a informar dados pessoais como nome, endereço residencial, número de telefone e e-mail. Todas essas informações podem ser adicionadas mais de uma vez. Assim, você pode informar o seu endereço residencial atual e o antigo, por exemplo.

O Google verificará se esses dados estão disponíveis na web. Os resultados encontrados serão mostrados a você. Basta tocar no ícone com três pontos ao lado do resultado e selecionar “Remover”. O buscador excluirá essa informação dos resultados, desde que ela esteja de acordo com os critérios de remoção do serviço.

Vale reforçar o recado de Royal Hansen: o pedido de remoção faz as informações pessoais deixarem de ser exibidas no buscador, mas as páginas que contêm esses dados continuam existindo.
Google lança no Brasil ferramenta que remove dados pessoais das buscas

Google lança no Brasil ferramenta que remove dados pessoais das buscas
Fonte: Tecnoblog

Vision Pro chega a mais oito países, mas Brasil fica fora da lista

Vision Pro chega a mais oito países, mas Brasil fica fora da lista

Apple Vision Pro na sede da Apple nos Estados Unidos (Imagem: Thássius Veloso / Tecnoblog)

A Apple vai vender o headset Vision Pro em mais oito países. Ele chega a Japão, China e Singapura em 28 de junho (com pré-venda a partir do dia 13 de junho) e a Reino Unido, Austrália, Canadá, França e Alemanha em 12 de julho (com pré-venda a partir de 28 de junho). Por enquanto, nada de lançamento oficial no Brasil.

A expansão foi anunciada na abertura da WWDC 2024, conferência da Apple voltada a desenvolvedores. A empresa também apresentou sua aguardada inteligência artificial, chamada Apple Intelligence, o iOS 18 com recursos para trancar e esconder apps e o macOS Sequoia com espelhamento da tela e de notificações do iPhone, entre outras novidades.

Tela virtual ultrawide é uma das novidades do visionOS 2 (Imagem: Divulgação / Apple)

O Vision Pro foi lançado na WWDC 2023 e chegou às lojas em fevereiro de 2024, com preços que vão de US$ 3.499 a US$ 3.899 (cerca de R$ 18,7 mil a R$ 20,9 mil, em conversão direta). No entanto, ele era exclusivo para o mercado dos Estados Unidos.

visionOS 2 tem tela virtual maior e vídeo imersivo

Além de vendas em mais países, a Apple também apresentou o visionOS 2, nova versão do sistema operacional do headset de computação espacial, como a Apple gosta de chamar. A atualização traz diversas novidades.

O usuário poderá fazer um gesto de pinça para abrir a visualização inicial; ao girar a mão, o dispositivo mostra hora e bateria, e ao repetir o gesto de pinça, abre a Central de Controle.

Tela virtual ultrawide para o Mac, equivalente a dois monitores 4K, além contar com suporte a um mouse físico.

Suporte a até cinco transmissões esportivas simultâneas via Apple TV.

Suporte a AirPlay de conteúdo do iPhone, iPad ou Mac.

APIs para apps imersivos e jogos de tabuleiro.

Novo formato de vídeo imersivo, com resolução 8K, campo de visão de 180 graus e Áudio Espacial.

Suporte a trens no Modo Viagem, para poder usar o aparelho durante o transporte do dia a dia.

O visionOS 2 está disponível em preview para desenvolvedores, mas não há previsão de lançamento.

Confira o resumo da abertura da WWDC 2024 no vídeo abaixo

Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por Tecnoblog (@tecnoblog)

Com informações: Apple
Vision Pro chega a mais oito países, mas Brasil fica fora da lista

Vision Pro chega a mais oito países, mas Brasil fica fora da lista
Fonte: Tecnoblog

NotebookLM: ferramenta de anotações com IA do Google já funciona no Brasil

NotebookLM: ferramenta de anotações com IA do Google já funciona no Brasil

NotebookLM (imagem: reprodução/Google)

O Google anunciou o NotebookLM em julho de 2023 como uma ferramenta que usa inteligência artificial (IA) para resumir textos, filtrar informações, criar índices, entre outras ações relacionadas a documentos. Esse “bloco de notas inteligente” estava disponível só nos Estados Unidos, mas acaba de ser liberado em escala global.

Isso significa que você já pode usar o NotebookLM de modo oficial no Brasil, com suporte a português, e em vários outros países. De acordo com o Google, esse “liberou geral” acontece depois de a ferramenta ter sido integrada ao Gemini 1.5 Pro, o mais avançado modelo de IA criado pela companhia até o momento.

O que você pode fazer com o NotebookLM

O NotebookLM é uma ferramenta que auxilia a rotina de estudantes, professores, jornalistas ou de qualquer pessoa que precisa lidar com textos. A ideia é permitir que, no meio de uma grande quantidade de dados, você possa usar a IA para extrair ou organizar as informações que lhe são mais relevantes.

Nesse sentido, você pode usar o NotebookLM para tarefas como (mas não somente):

resumir um documento em PDF ou em outro formato;

criar um índice que te permita acessar facilmente pontos específicos do documento;

gerar estatísticas ou análises com base em planilhas;

criar guias de estudos ou listas de perguntas frequentes (FAQs);

converter textos em formatos adequados para newsletter, e-mail ou apresentações.

A ferramenta ganhou melhorias

Além da expansão global, o Google anunciou alguns aprimoramentos interessantes para o NotebookLM. Para começar, agora a ferramenta oferece suporte a uma variedade maior de fontes de pesquisa, como apresentações no Google Slides e endereços na web.

O NotebookLM também já é capaz de gerar resultados a partir de fotos, gráficos e diagramas, e não somente texto. Mérito dos recursos multimodais do Gemini 1.5 Pro, explica o Google.

As já mencionadas capacidades de gerar FAQs ou guias de estudos também são recursos aprimorados recentemente.

NotebookLM (imagem: reprodução/Google)

Como usar o NotebookLM

Você só precisa acessar o site do NotebookLM. É necessário ter uma conta no Google para utilizar a ferramenta. Feito isso, clique em “Novo notebook” e faça upload de um documento para começar. Depois, basta seguir as orientações para gerar um conteúdo condizente com as suas necessidades.

Mas tenha atenção. O próprio Google alerta que o NotebookLM pode gerar resultados imprecisos. Por isso, é importante revisar as notas geradas, bem como não confiar na ferramenta para informações críticas, que envolvem questões médicas ou financeiras, por exemplo.

Apesar de ter sido liberado globalmente e, em linhas gerais, funcionar bem, o NotebookLM ainda está em fase experimental.
NotebookLM: ferramenta de anotações com IA do Google já funciona no Brasil

NotebookLM: ferramenta de anotações com IA do Google já funciona no Brasil
Fonte: Tecnoblog

Novo roteador 5G FWA da TP-Link passa pela Anatel

Novo roteador 5G FWA da TP-Link passa pela Anatel

TP-Link NX620v (Divulgação/TP-Link)

O mercado de 5G FWA deve esquentar ainda mais no Brasil, pois desta vez foi a TP-Link que homologou um dispositivo para acesso: o TP-Link NX620v. Assim como seus competidores, este roteador permite que uma conexão 5G seja compartilhada via Wi-Fi 6 e cabo de rede. Ele ainda oferece conector RJ11 para telefone fixo.

O aparelho tem três portas Ethernet: duas delas capazes de conectar até 1 Gb/s, e uma delas capaz de 2,5 Gb/s, e que também pode ser utilizada como porta WAN, permitindo que o NX620v sirva como um roteador tradicional. O dispositivo possui entradas para antenas externas, o que possibilita o uso em áreas mais afastadas.

As antenas externas ficam embaixo daquela tampa (Divulgação/TP-Link)

O TP-Link NX620v suporta redes mesh por meio do protocolo EasyMesh, assim como fazem produtos similares

A fabricante promete velocidade máxima de 4,67 Gb/s no 5G Além disso, ele também é capaz de conexão com redes 4G (LTE) e 3G. O manual remetido ao processo de homologação da Anatel também faz menção ao NX510v, um modelo visualmente idêntico, porém com menor capacidade de transmissão de dados.

O novo roteador poderá ser fabricado tanto no Brasil, em unidades de Manaus, quanto na manufatura da TP-Link na China

Unidades fabris do NX620v (Imagem: Anatel/Reprodução)

Por enquanto não sabemos o preço do novo roteador da TP-Link. A empresa ainda não divulgou data de lançamento. No entanto, deve ser um produto voltado ao uso corporativo. E não deve sair barato: ele custa 662 euros no exterior, o que dá por volta de R$ 3.700 em conversão direta.
Novo roteador 5G FWA da TP-Link passa pela Anatel

Novo roteador 5G FWA da TP-Link passa pela Anatel
Fonte: Tecnoblog

Hisense no Brasil: saiba os preços das TVs inéditas por aqui

Hisense no Brasil: saiba os preços das TVs inéditas por aqui

TV Hisense 75U8N em exibição em São Paulo (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

O Tecnoblog descobriu os preços das TVs Hisense, que fazem sua estreia no Brasil. A gigante chinesa fazia mistério em relação aos valores dos produtos, mas agora os consumidores terão uma noção do quanto custa ter uma nova smart TV da marca. Spoiler: entre R$ 1.499 e R$ 4.999.

A Hisense realizou um grande evento em São Paulo na última segunda-feira (dia 28/05), no qual os executivos detalharam os planos da chegada por aqui. A empresa está de olho num vasto mercado dominado atualmente por LG e Samsung. Foram exibidos modelos de até 100 polegadas. Neste início, porém, note na tabela abaixo que as telas vão de 40 até 65 polegadas.

ModeloTelaProdutoPreço sugeridoHisense 40A4N40″Smart TV 40 Pol FHD DLEDR$ 1.499Hisense 43A4N43″Smart TV 43 Pol FHD DLEDR$ 1.699Hisense 50A6K50″Smart TV 50 Pol UHD 4K DLEDR$ 2.299Hisense 58A6K58″Smart TV 58 Pol UHD 4K DLEDR$ 2.699Hisense 65A6K65″Smart TV 65 Pol UHD 4K DLEDR$ 3.299Hisense 70A6K70″Smart TV 70 Pol UHD 4K DLEDR$ 3.999Hisense 50Q6N50″Smart TV 50 Pol UHD 4K QLEDR$ 2.399Hisense 55Q6N55″Smart TV 55 Pol UHD 4K QLEDR$ 2.599Hisense 65Q6N65″Smart TV 65 Pol UHD 4K QLEDR$ 3.699Hisense 75Q6N75″Smart TV 75 Pol UHD 4K QLEDR$ 4.999Hisense 55U6N55″Smart TV QLED Mini 55 Pol UHD 4KR$ 3.999Hisense 65U6N65″Smart TV QLED Mini 65 Pol UHD 4KR$ 4.999Fonte: Tecnoblog

As resoluções variam de Full HD a 4K. Já os painéis podem ser DLED (LCD com iluminação de fundo) ou QLED (LED com iluminação por pontos quânticos ou ainda por mini-LED).

Os modelos mais simples contam com o sistema Vidaa, desenvolvido pela própria Hisense. Já os produtos sofisticados trazem o desejado Google TV, sistema robusto do Google que funciona como um verdadeiro agregador de conteúdos e aplicativos. Ele disputa espaço com o WebOS (LG) e o Tizen (Samsung).

TV Hisense de 100 polegadas é exibida em São Paulo (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

Controle remoto de TV Hisense com sistema Vidaa OS (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

As TVs da Hisense são fabricadas pela Multi (antiga Multilaser) em Manaus. As duas empresas já trabalhavam juntas na manufatura das TVs da Toshiba, marca que também pertence à Hisense.
Hisense no Brasil: saiba os preços das TVs inéditas por aqui

Hisense no Brasil: saiba os preços das TVs inéditas por aqui
Fonte: Tecnoblog

Câmara aprova imposto de 20% para compras importadas de até US$ 50

Câmara aprova imposto de 20% para compras importadas de até US$ 50

Trecho sobre imposto de importação está em proposta de mobilidade sustentável (Imagem: André Batz / Flickr)

A Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que acaba com a isenção de Imposto de Importação (II) nas compras de até US$ 50. Nestes casos, a alíquota seria de 20%. Para pedidos acima deste valor e até US$ 3 mil, a cobrança seria de 60%, com desconto de US$ 20 no tributo.

O trecho que define a nova taxa foi incluído pelo deputado Átila Lira (PP-PI) no Projeto de Lei 914/24, que cria o programa Mobilidade Verde e Inovação (Mover), voltado para estímulos à indústria de veículos sustentáveis. A Câmara aprovou o projeto na noite desta terça-feira (28). Agora, o texto precisa passar pelo Senado e pela sanção presidencial para começar a valer.

Imposto de Importação estava zerado para compras até US$ 50 no Remessa Conforme (Imagem: Ian Taylor / Unsplash)

Nas últimas semanas, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tinha sinalizado que vetaria a cobrança, chamada informalmente de “taxa das blusinhas”. Nesta terça-feira (28), informações de Brasília apontavam para um acordo entre Lula e Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara, para que a taxa ficasse em 20% e o projeto não fosse vetado.

Remessa Conforme deu isenção de II até US$ 50

Atualmente, compras abaixo de US$ 50 são isentas do Imposto de Importação, caso a loja seja participante do programa Remessa Conforme. Se o valor do pedido superar este limite, o II é de 60%.

Vale lembrar que também há cobrança de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre as importações, independentemente do valor do pedido. No programa Remessa Conforme, a taxa é de 17%, aplicada já no momento da compra.

Em nota enviada ao Poder360, o AliExpress se disse “surpreendido” com a decisão da Câmara e que o aumento do imposto terá impactos negativos para as classes mais baixas da população brasileira. A empresa é um dos maiores marketplaces de produtos importados no Brasil.

Com informações: G1, UOL, Poder360, Agência Brasil
Câmara aprova imposto de 20% para compras importadas de até US$ 50

Câmara aprova imposto de 20% para compras importadas de até US$ 50
Fonte: Tecnoblog

Gigante chinesa Hisense entra de vez no mercado brasileiro de TVs

Gigante chinesa Hisense entra de vez no mercado brasileiro de TVs

TV Hisense de 100 polegadas é exibida em São Paulo (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

(Direto de São Paulo) Quer comprar uma TV nova? Na sua próxima visita à loja, é possível que você esbarre com uma nova marca: a Hisense, que anuncia nesta terça-feira (dia 28/05) o catálogo de produtos para 2024. São pelo menos sete linhas de smart TVs com telas de 50 até 100 polegadas, além de ar-condicionados e itens de linha branca.

Os preços são mantidos em segredo. Um executivo da marca disse ao Tecnoblog que os consumidores saberiam as cifras conforme visitassem as lojas físicas e virtuais.

Toda a fabricação ocorre na unidade da Multi (a antiga Multilaser) em Manaus. O controle de qualidade é feito por emissários dos chineses, que estão acompanhando de perto todo o processo de montagem dos equipamentos.

Quem é Hisense?

TVs Hisense chegam ao Brasil em 2024, segundo presidente disse em entrevista ao Tecnoblog (Ilustração: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Vamos dar um passo atrás? Primeiro é preciso conhecer a Hisense. Alguns consumidores já ouviram falar dos aparelhos de ar-condicionado e geladeiras da marca. Eles estão à venda no Brasil. Além disso, o grupo chinês é detentor da marca Toshiba.

A Hisense faz sucesso com suas TVs em diversas partes do planeta. Os dispositivos aliam alta tecnologia a preço competitivo. Ela conquistou a segunda posição do mercado nos Estados Unidos e lidera a China há anos.

Agora chegou a vez de trazerem a marca própria para o Brasil. O planejamento está rolando pelo menos desde janeiro, quando o Tecnoblog revelou com exclusividade os planos de lançamento das TVs Hisense por aqui.

Qual sistema da TV Hisense?

Hisense realiza evento de lançamento em São Paulo (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

A Hisense trabalha com dois sistemas de TVs:

Vidaa OS: presente nos aparelhos mais simples, traz aplicativos das principais plataformas de streaming

Android TV: a plataforma mantida pelo Google está nos produtos mais sofisticados

Quais são as TVs da Hisense?

TV Hisense 75U8N em exibição em São Paulo (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

A Hisense realiza um evento nesta noite em São Paulo para apresentar o novo portfólio. Pelo menos sete linhas de televisão foram apresentadas nesta noite. De acordo com o gerente-geral Stephen Yao, estes são os modelos e seus principais atributos:

Hisense Q6: painel QLED com Quantum Dot Colour, upscaling com IA, Dolby Vision e sistema Android TV

Hisense U6: painel ULED mini-LED

Hisense U7: voltada para gamers, conta com Wi-Fi 6E

Hisense U76N: painel QLED, imagem HDR10 e som Dolby Atmos

Hisense U8: brilho de até 3.000 nits, tratamento antirreflexos e taxa de atualização de 144 Hz

Canvas TV: modelo com design refinado, bordas finas e mais de mil obras de arte que servem de papel de parede

Hisense UX Mini-LED X: mais de 40 mil zonas de iluminação

Thássius Veloso viajou para São Paulo a convite da Hisense
Gigante chinesa Hisense entra de vez no mercado brasileiro de TVs

Gigante chinesa Hisense entra de vez no mercado brasileiro de TVs
Fonte: Tecnoblog