Tag: artigos

Xiaomi Watch 2 tem data de lançamento e detalhes confirmados após vazar com Wear OS

Xiaomi Watch 2 tem data de lançamento e detalhes confirmados após vazar com Wear OS


Atualização (24/02/2024) – FM
A Xiaomi confirmou, na sexta-feira (23), os primeiros detalhes oficiais e a data de lançamento do Xiaomi Watch 2, seu novo relógio inteligente que servirá como uma opção mais acessível do Watch 2 Pro, mas trazendo uma variedade de recursos premium que já foram revelados em um vazamento massivo na última semana.

O smartwatch será introduzido oficialmente na manhã do próximo domingo, 25 de fevereiro, às 11:00 (horário de Brasília). O anúncio antecederá a participação da gigante chinesa na MWC 2024 — evento de tecnologia anual que acontecerá entre 26 e 29 de fevereiro —, que será o palco de lançamento global do Xiaomi 14 Ultra.Clique aqui para ler mais

Xiaomi Watch 2 tem data de lançamento e detalhes confirmados após vazar com Wear OS
Fonte: Tudocelular

XMail? Elon Musk confirma que X (Twitter) lançará serviço de e-mail para brigar com Gmail

XMail? Elon Musk confirma que X (Twitter) lançará serviço de e-mail para brigar com Gmail

Elon Musk, dono do X (ex-Twitter), confirmou na quinta-feira (22) que lançará seu próprio serviço de e-mail. Respondendo à publicação de um funcionário da rede social, o empresário revelou que a nova plataforma “está chegando”. Embora ainda não tenha divulgado uma data de lançamento, é possível que seja nomeada como “XMail”.

O serviço deve ser apresentado com o objetivo de ameaçar a dominância do Gmail, serviço do Google, que possui mais de 1,5 bilhão de usuários ativos. Elon Musk não revelou possíveis funções diferenciadas que integraria ao XMail, mas a plataforma deve contribuir para sua meta de transformar o X em um “aplicativo para tudo”.
It’s comingClique aqui para ler mais

XMail? Elon Musk confirma que X (Twitter) lançará serviço de e-mail para brigar com Gmail
Fonte: Tudocelular

A solidificação do tablet como um produto de nicho

A solidificação do tablet como um produto de nicho

Os tablets ainda têm o seu público. O que está ficando mais claro nos últimos anos, no entanto, é que esse público talvez não seja tão grande assim.

A solidificação do tablet como um produto de nicho (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

O último relatório da empresa de inteligência de mercado IDC sobre o segmento revela uma situação complicada. O volume de vendas foi 20,5% menor do que em 2022, o que resulta no pior cenário desde 2011. Para você ter uma ideia, esse foi o ano em que o iPad 2 chegou às prateleiras.

A Apple é a líder em vendas, mas, assim como os demais grandes players do setor, vendeu menos em relação à 2022. Contribui para isso de nenhum novo iPad ter sido lançado em 2023. Já entre os tablets Android, a Samsung é a campeã.

Há várias explicações possíveis para este quadro e, como acontece com todo problema complexo, a verdade será encontrada na junção desses vários fatores. Há aspectos econômicos, de usabilidade e até mesmo de rotina dos consumidores que pesam nessa equação.

Mas o ponto principal que o novo relatório levanta é: qual é o espaço ocupado pelo tablet hoje em dia?

Sente-se, relaxe, use seu tablet

Em 2010, na apresentação o primeiro iPad, Steve Jobs demonstrou a visão da empresa para o produto. Com o tablet, o usuário podia navegar por sites de notícias, ler e responder e-mails, organizar álbuns de fotos, entre diversas outras ações.

Mas havia mais sendo comunicado ali. Jobs tirou o iPad de cima de uma mesinha, sentou-se numa poltrona, cruzou as pernas. Toda uma mise-en-scène para criar a ideia de um momento em que o indivíduo para, se desloca de sua rotina normal e dedica um tempo determinado ao novo dispositivo.

É uma experiência totalmente diferente de um smartphone, que nos acompanha o tempo todo. Não precisamos parar para usar o celular. A apresentação da Apple parecia sugerir que, com o Tablet, a ideia era essa.

Steve Jobs apresenta o primeiro iPad (Apple)

Só que os smartphones acompanharam a evolução do tablet. Eles foram se incorporando cada vez mais em nossas rotinas, ampliando suas capacidades, que passaram a englobar de tudo, do entretenimento à produtividade.

O hardware acompanhou essa evolução. Os novos modelos vinham com chips cada vez mais potentes, e até mesmo modelos intermediários passaram a ter uma boa capacidade de processamento. Para completar, o tamanho das telas também aumentou.

Quando um dispositivo que está conosco o tempo todo ganha essas características, é fácil perceber como o tablet pode acabar ficando de lado. Celulares são mais baratos, mais leves e têm uma multiplicidade de usos. O gadget que veio antes acabou se tornando a “competição” do que veio depois.

Com isso, o público vai comprando menos tablets, e aqueles que o fazem têm utilidades mais específicas em mente.

Tablet para quem precisa

No Tecnocast 324, discutimos o declínio na venda de tablets. Ao longo do episódio, e a partir de comentários de ouvintes, identificamos algumas atividades para as quais o dispositivo ainda faz sentido, e públicos que geram demanda.

Um ponto bastante mencionado é que tablets são bons para leitura. Mais confortáveis do que smartphones ou e-readers — vale lembrar que a tela e-Ink de um Kindle não exibe cores —, eles são uma ótima pedida para quem precisa ler artigos e textos em PDF, como estudantes de várias faixas etárias.

O consumo de mídia é outra frente importante. Os celulares também avançaram bastante nesse sentido, mas as telas maiores dos tablets geram uma experiência melhor para assistir filmes e séries.

Há também profissionais de edição de vídeo e áudio, e até programadores para os quais o tablet é um importante meio de trabalho. Para esses casos, o iPad é a opção mais natural. O produto da Apple é o que conta com a maior quantidade de aplicativos para essas áreas.

Galaxy Tab S9 FE Plus tem tela de 12,4 polegadas (Imagem: Divulgação/Samsung)

Outro público para o qual tablets são importantes é o de pais de crianças pequenas. O dispositivo é melhor do que um smartphone para fornecer alguma distração para os filhos.

A questão é que, por mais que estes grupos enxerguem valor no tablet, os resultados do ano passado tornam difícil classificá-lo como um produto de massa. Trata-se de um dispositivo não essencial, cujos diferenciais diminuíram aos olhos do grande público devido à evolução dos smartphones.

O mais provável é que o tablet continue existindo, mas agora encarado mais explicitamente como um produto de nicho.
A solidificação do tablet como um produto de nicho

A solidificação do tablet como um produto de nicho
Fonte: Tecnoblog

Shopee inaugura seu 10º centro de distribuição no Brasil

Shopee inaugura seu 10º centro de distribuição no Brasil

Shopee abriu primeiro CD no Brasil em 2021 (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

A Shopee inaugurou seu 10º centro de distribuição no Brasil, na cidade de Goiânia (GO). Este é o primeiro centro de distribuição do marketplace na região Centro-Oeste do país — as regiões Sul, Sudeste e Nordeste já são atendidas por instalações similares.

Os centros de distribuição da Shopee operam no modelo cross-docking, sem armazém. As mercadorias são coletadas por parceiros logísticos, levadas até o centro de distribuição, reorganizadas e encaminhadas para os hubs de última milha.

Entregas no Centro-Oeste devem ficar mais rápidas (Imagem: Divulgação/Shopee)

“Esta abertura representa um passo estratégico da Shopee para fortalecer sua infraestrutura logística, se aproximando dos pontos de coleta do Distrito Federal e Goiás”, avalia Rafael Flores, head de logística da Shopee. O executivo afirma que o novo centro de distribuição vai aumentar a velocidade de entrega para consumidores do Centro-Oeste.

Além do CD em Goiânia, a Shopee tem instalações do tipo em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Bahia e Pernambuco. A estrutura logística da empresa conta ainda com mais de 100 hubs de primeira e última milha, exclusivos para produtos de lojistas brasileiros, mais de 20 mil motoristas de parceiros logísticos e cerca de 1.800 pontos de coleta e entrega.

Segundo a consultoria Cushman & Wakefield, a Shopee contava com 266.268 m² em instalações no final de 2023. A título de comparação, o Magazine Luiza tinha 648.140 m², e o Mercado Livre, 1.410.058 m².

Centro de distribuição do Mercado Livre em Cajamar (Imagem: Divulgação)

Shopee investe em logística e afiliados

A Shopee pertence ao Sea Group, de Singapura — que também é dono da Garena, famosa pelo game Free Fire. O marketplace abriu seu primeiro centro de distribuição no Brasil em 2021.

Além de logística, ela também investiu em programas de lojas oficiais e afiliados. A plataforma de comércio está instalada em um escritório de três andares em São Paulo (SP), no mesmo prédio que Google e Meta.

Com informações: Exame
Shopee inaugura seu 10º centro de distribuição no Brasil

Shopee inaugura seu 10º centro de distribuição no Brasil
Fonte: Tecnoblog

GTA 6: Rockstar Games procura beta tester brasileiro para avaliar o jogo

GTA 6: Rockstar Games procura beta tester brasileiro para avaliar o jogo

A Rockstar Games está a procura de beta tester brasileiro para ajudar no desenvolvimento de Grand Theft Auto VI, um dos jogos mais aguardados dos últimos anos. A empresa publicou a vaga em seu perfil no LinkedIn e os interessados podem se candidatar.

O estúdio responsável pela franquia GTA busca brasileiros que possam ajudar no processo de localização do jogo, ou seja, a parte referente a adaptação de alguns conteúdos para o público do nosso país, com base na linguagem e outras características.Basicamente, quem assumir essa vaga de beta tester vai ficar responsável por testar o jogo e garantir que a tradução das legendas e toda a adaptação de menus e demais elementos do game para o português do Brasil estejam bem “abrasileiradas”.Clique aqui para ler mais

GTA 6: Rockstar Games procura beta tester brasileiro para avaliar o jogo
Fonte: Tudocelular

Samsung fecha parceria com FlexIt para oferecer treinos fitness em suas Smart TVs

Samsung fecha parceria com FlexIt para oferecer treinos fitness em suas Smart TVs

A Samsung levará aplicativos de saúde e bem-estar para as suas TVs de saúde. Essa novidade chegará aos aparelhos por meio de uma parceria com a FlexIt e visa tornar esses serviços mais acessíveis e convenientes para os donos de televisores. Além disso, conteúdos com tema fitness serão implementados em equipamentos com Samsung Daily+.

Com isso, as pessoas podem registrar, reservar e até pagar por sessões de treino com personal trainers do FlexIt. Além disso, é possível conectar uma webcam ou celular Galaxy para que as orientações e feedbacks aconteçam em tempo real. Assim, os treinadores podem corrigir as pessoas e modificar os treinos.Outra função interessante fornecida pelo FlexIt diz respeito à alimentação. Em outras palavras, a plataforma poderá fornecer informações sobre dietas nutricionais aos usuários. Além disso, também será possível fazer atividades como meditação e ioga. Com o uso do Samsung Daily+, os usuários conseguem integrar seus exercícios com outros dispositivos inteligentes em casa. Clique aqui para ler mais

Samsung fecha parceria com FlexIt para oferecer treinos fitness em suas Smart TVs
Fonte: Tudocelular

Shopee inaugura 10º centro de distribuição no Brasil e primeiro na região Centro-Oeste

Shopee inaugura 10º centro de distribuição no Brasil e primeiro na região Centro-Oeste

A plataforma de marketplace Shopee inaugurou nesta sexta-feira (23) o seu décimo centro de distribuição no Brasil. A nova instalação de logística está localizada na cidade de Goiânia (GO) e é a primeira da empresa na região Centro-Oeste do país.

Vale citar que os centros de distribuição da Shopee possuem o modelo de operação cross-docking, sem armazém. As mercadorias são coletadas por parceiros logísticos, levadas até o CD, reorganizadas e encaminhadas para os hubs de última milha.“Esta abertura representa um passo estratégico da Shopee para fortalecer sua infraestrutura logística, se aproximando dos pontos de coleta do Distrito Federal e Goiás”, explicou o head de logística da Shopee Brasil, Rafael Flores.Clique aqui para ler mais

Shopee inaugura 10º centro de distribuição no Brasil e primeiro na região Centro-Oeste
Fonte: Tudocelular

iPhone 15 Pro de 512 GB está no menor preço histórico

iPhone 15 Pro de 512 GB está no menor preço histórico

Preço do iPhone 15 Pro no Kabum é o menor já registrado (Imagem: Thássius Veloso / Tecnoblog)

O preço do iPhone mais recente já está começando a cair no varejo brasileiro, cerca de cinco meses após seu lançamento. No Kabum, o iPhone 15 Pro de 512 GB sai por R$ 8.699,99, o menor já registrado nas lojas nacionais. O smartphone tem estrutura de titânio, chip A17 Pro e câmera tripla, com zoom óptico de 3x.

O iPhone 15 Pro chegou ao mercado brasileiro em setembro de 2023. Na loja oficial da Apple, ele custa R$ 11.599. No Kabum, ele sai por R$ 8.699,99 à vista no Pix ou em 1x no cartão. Outra opção é parcelar em até 10x sem juros no cartão; neste caso, o preço é e R$ 9.157,88.

Quem procura um iPhone mais em conta tem opções de modelos mais simples. O iPhone 15 Plus de 256 GB está por R$ 6.699,99 à vista no Kabum, menor preço dos últimos 40 dias, segundo o monitor de preços do Zoom. Já o iPhone 15 de 256 GB sai por R$ 5.999 no Pix na Fast Shop.

Achados do TB
Mas sabe quem ficou sabendo dessa oferta muito antes de você? Os membros dos grupos do Achados do TB no Telegram ou WhatsApp. Quem participa dos nossos canais tem acesso a uma curadoria quase diária das melhores promoções em itens de tecnologia do varejo. Sem “metade do dobro” e nem produtos que não valem a pena, tudo passa pela cuidadosa curadoria de ofertas do Tecnoblog.

Destaques do iPhone 15 Pro

A linha iPhone 15 é a mais recente da Apple, e o Pro é o mais avançado entre os smartphones de 6,1 polegadas da empresa — acima dele, só o iPhone 15 Pro Max, com tela de 6,7 polegadas.

Uma das novidades do modelo foi o uso do titânio na estrutura do aparelho. O material é mais leve e mais resistente que o aço inox usado anteriormente, permitindo que o smartphone seja mais compacto sem precisar diminuir a tela.

Outro ponto importante é o chip A17 Pro, exclusivo do iPhone 15 Pro e Pro Max. Ele é fabricado usando litografia de 3 nanômetros e tem GPU com seis núcleos, que promete entregar até 20% mais velocidade em tarefas envolvendo gráficos.

Um diferencial do modelo Pro é a câmera tripla: ele vem com uma lente de zoom óptico de 3x, que permite aproximar o objeto sem perder qualidade.

A safra de 2023 dos iPhones também trouxe uma mudança que era aguardada por muita gente: o iPhone 15 Pro e os demais modelos da linha vêm com porta USB-C, a mesma encontrada em vários outros aparelhos, como smartphones de outras marcas e notebooks. Vai ficar mais fácil achar carregador quando você precisar.
Aviso de ética: ao clicar em um link de afiliado, o preço não muda para você e recebemos uma comissão.iPhone 15 Pro de 512 GB está no menor preço histórico

iPhone 15 Pro de 512 GB está no menor preço histórico
Fonte: Tecnoblog

Projeto brasileiro é finalista de concurso no SXSW 2024

Projeto brasileiro é finalista de concurso no SXSW 2024

Projeto criado por instituto brasileiro faz tradução em tempo real da Língua Brasileira de Sinais (Imagem: Divulgação/CESAR)

O Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (CESAR), um centro de inovação sem fins lucrativos, chegou à final da premiação de Inteligência Artificial da SXSW 2024 — um dos principais eventos de inovação, cultura tech e mídia do mundo. Em parceria com a Lenovo, o CESAR desenvolveu um tradutor simultâneo de LIBRAS, a Língua Brasileira de Sinais. Neste ano, o SXSW (sigla para South by Southwest) será realizado entre 8 e 16 de março.

A tecnologia do tradutor simultâneo do CESAR identifica e contextualiza os gestos da linguagem de sinais. Com isso, pode traduzir o que foi comunicado pela pessoa e entregar o conteúdo em texto ou em áudio. Tudo em português, claro, já que LIBRAS é uma linguagem de sinais do país. Cada nação conta com sua própria língua gestual.

Projeto teve 5 anos de desenvolvimento

Desenvolvimento da tecnologia demorou cinco anos e teve apoio da Lenovo (Imagem: Divulgação/CESAR)

Como explicou o CESAR no comunicado à imprensa, o desenvolvimento do tradutor simultâneo de linguagem de sinais levou cinco anos. A Lenovo, fabricante chinesa de eletrônicos, foi uma das parceiras do projeto e injetou US$ 4 milhões (R$ 19 milhões) na sua criação. A tecnologia desenvolvida pelo CESAR é o único case latino-americano a chegar na fase final das premiações do SXSW 2024.

Estamos muito felizes pelo reconhecimento deste projeto, que tem um papel tão especial para a inclusão de pessoas com deficiência. Nosso objetivo sempre foi trazer inovação de ponta para nossos parceiros e contribuir significativamente para a aprimoração e inovação de produtos e serviços, por meio do uso da tecnologia.Eduardo Peixoto, CEO do CESAR.

Tecnologia é mais uma a ampliar acessibilidade

O projeto do CESAR é mais uma tecnologia voltada para aumentar a acessibilidade para brasileiros que dependem da LIBRAS para se comunicar. Segundo o último censo do IBGE, 5% da população do Brasil possui alguma deficiência, sendo que 2,7 milhões possuem surdez profunda.

Para quem ficou interessado em outros recursos voltado para o aprendizado da LIBRAS, apps como Hand Talk ou a página do dicionário da LIBRAS, desenvolvido pelo INES (Instituto Nacional de Educação de Surdos) podem ajudá-lo a aprender gestos para o dia a dia.
Projeto brasileiro é finalista de concurso no SXSW 2024

Projeto brasileiro é finalista de concurso no SXSW 2024
Fonte: Tecnoblog

Galaxy AI já pode ser testado no iPhone; veja como

Galaxy AI já pode ser testado no iPhone; veja como

Aplicativo Try Galaxy recebeu atualização para testar a Galaxy AI e One UI 6.1 (Imagem: Divulgação/Samsung)

A Samsung liberou a nova versão do Try Galaxy, web app que mostra recursos dos seus celulares nos iPhones. Desta vez, o destaque vai para os recursos de inteligência artificial do Galaxy AI. Os usuários do smartphone da Apple podem visualizar uma demonstração dessa tecnologia, além de conhecer outras novidades da One 6.1, interface do Galaxy S24 baseada no Android 14.

As simulações do Galaxy S24 e seus recursos não são totalmente interativos. O web app permite tocar em alguns botões e acessar galeria de fotos ou app de mensagens, para que a pessoa conheça a One UI. Outros recursos são apresentados por meio de vídeos. O Try Galaxy só está disponível para iPhone 7 ou posterior.

Try Galaxy mostra novidades de fotografia e tradutor

Try Galaxy mostrando remasterização de foto com Galaxy AI (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)

Os principais recursos destacados pelo vídeo do Try Galaxy são as melhorias para fotos e o tradutor em tempo real — todos eles utilizando a potência do Galaxy AI. Numa parte da demonstração, o app mostra como a inteligência artificial pode ser usada para remasterizar uma fotografia. Aqui, a Samsung também aproveita para exibir para o usuário de iPhone o design da galeria e mais informações de uma foto.

Uma parte da simulação exibe a funcionalidade de tradução em tempo real. A promessa da Samsung com essa ferramenta é facilitar a comunicação entre pessoas que não falam o idioma. A demonstração da sul-coreana exibe a tradução em ação durante uma conversa via texto e outra em uma ligação.

Tradução em tempo real do Galaxy AI é um dos destaques do Try Galaxy (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)

O Try Galaxy ainda mostra como funciona o Samsung Health, aplicativo de saúde e bem-estar da Samsung. Este app da Samsung é rival direto do Saúde, aplicativo com mesmo foco e nativo do iPhone.

Samsung já levou Galaxy S23 e Z Fold 5 para o iPhone

Antes do Galaxy AI, algumas das demonstrações apresentadas no Try Galaxy tiveram relação com o Galaxy S23 e o Galaxy Z Fold 5. No primeiro caso, a proposta do app (uma bela jogada promocional da Samsung) era idêntica a esta do Galaxy AI, com destaque para a nova câmera, o Nightography e a One UI 5.1.

Já no caso do Galaxy Z Fold 5, era necessário usar dois iPhones para testar o dobrável da Samsung. Nesse exemplo, o usuário conseguia visualizar os recursos multitarefas e até ver a FlexCam, funcionalidade de dobrar a tela para ajustar o ângulo de captura.

Com informações: SamMobile
Galaxy AI já pode ser testado no iPhone; veja como

Galaxy AI já pode ser testado no iPhone; veja como
Fonte: Tecnoblog